Andy Hildebrand criou o auto-tune e quase destruiu a música

O auto-tune revolucionou a produção e reprodução da música quando a tecnologia começou a bombar no mundo. Ele foi lançado no ano de 1997, há 24 anos atrás, onde o mundo virtual e tecnológico em geral, englobando o cinema, a música, e clipes, começou a ser produzido com novos materiais de qualidade, tanto em som, quanto em imagem.

Curiosidades
Publicado em 9/09/2021 por Alan Corrêa
Andy Hildebrand criou o auto-tune e quase destruiu a música

Todas as músicas e clipes, tem a presença do auto-tune, já que ele serve como uma correção nos erros de som e áudio do artista ou das notas instrumentais. Portanto, essa é uma tecnologia que cada vez mais está aprimorada para atender a outros patamares de som e áudio.

É impressionante, como ouvimos em muitos clipes o detalhamento da voz do artista, e da perfeição que ele se enquadra junto com a batida e o ritmo que a música proporciona. Tudo isso graças a criação do engenheiro Andy Hildebrand, e de todos os equipamentos desenvolvidos para tornar aquele vídeo ainda mais profissional.

O que é o Auto-Tune?

Após a fase de autocorrelação, ele parte para o “mapeamento”, onde ele vai procurar as brechas e defeitos sonoros, assim que encontrado, ele manda sugestões de correções dos módulos, frequências e tons, tentando enquadrar tudo isso com a música.
Após a fase de autocorrelação, ele parte para o “mapeamento”, onde ele vai procurar as brechas e defeitos sonoros, assim que encontrado, ele manda sugestões de correções dos módulos, frequências e tons, tentando enquadrar tudo isso com a música.

O auto-tune, foi criado pelo engenheiro norte americano Andy Hildebrand, e ele é um equipamento que serve para corrigir ou afinar sons, dentre eles as notas vocais e instrumentais também. Além de otimizar a parte da correção, para trazer uma música de maior qualidade e precisão, também atua na distorção e efeitos nas vozes dos artistas, potencializando essa performance.

Claro que esse equipamento não atua sozinho, em conjunto com outros materiais de qualidade de som, imagem e áudio, eles reproduzem um efeito de grande performance e precisão na hora de transmitir a música por completo.

Sabe quando você escuta o artista com uma voz mais robótica? Então, isso acontece graças ao auto-tune, que pode atuar diretamente nessas notas vocais, a fim de produzir novos efeitos que condizem com o clipe e a música do artista.

Quem é Andy Hildebrand?

Vamos falar agora do famoso que desenvolveu essa criação poderosa. Andy, é um engenheiro norte-americano que trabalhou em algumas indústrias de petroquímica, e com seus conhecimentos aprimorados, inventou o Auto-Tune.

Desde criança, Andy não tinha muita paciência para enfrentar as horas de aula na escola, mas conforme seu crescimento e desenvolvimento escolar, começou a despertar um grande interesse na área de ciências, e não foi atoa que mais pra frente, se formou em ciências de sistema e engenharia elétrica.

Ele se desenvolveu nos estudos, até se tornar mestre e doutorado na Universidade de Illinois em Urbana-Champaign, na área de engenharia elétrica.

Antes mesmo de se aventurar no mundo da música, após seus estudos Andy se mudou para o Texas, e trabalhou em uma indústria petroquímica. Em 1982, junto de mais três colegas, decidiu fundar a empresa Landmark Graphics.

Mais tarde, em meados de 1989, Andy resolveu sair do ramo do petróleo e passou a se aventurar no mundo da música, estudando sobre as suas propriedades e componentes na Shepherd School of Music.

Quando decidiu fundar a sua outra empresa, chamada Antares Audio Technology, Andy começou a usar seus conhecimentos de geofísica e de tudo que aprendeu até aqui, para desenvolver um sistema de correção do som, já que na época, era preciso gravar várias vezes a música até encontrar um ponto “bom” e “sem” erros, porém isso levava muito tempo e dinheiro.

E foi aí que o auto-tune chegou! Hoje ele está presente em pelo menos 90% das músicas e clipes, juntamente com outros equipamentos de grande qualidade.

O auto-tune interfere no talento do artista?

De modo algum! Como costumamos dizer, o auto-tune é um equipamento de correção, mas ele não consegue fazer “milagres” nas notas vocais dos artistas. Portanto, ele funciona como um modo de potencialização e correção na hora da voz.

Graças a ele e a outros equipamentos, você consegue ouvir a música basicamente sem erros nas notas, e muito mais fluída com a batida e o ritmo da mesma.

A experiência do cantor na hora de gravar um clipe para uma música, conta muito! Já que o timbre, a afinação e outras características de sua voz, vão casar com o sistema de performance e correção do auto-tune. Essa ferramenta foi responsável por revolucionar o mundo da música.

Como funciona o Auto-tune?

Auto-Tune é um criador de áudio criado pela empresa Antares Audio Technologies em 1997, que usa uma matriz sonora para corrigir as performances no vocal e instrumental. Ela é usada para disfarçar imprecisões e erros, permitindo assim que muitos artistas possam produzir mais precisamente suas músicas.
Auto-Tune é um criador de áudio criado pela empresa Antares Audio Technologies em 1997, que usa uma matriz sonora para corrigir as performances no vocal e instrumental. Ela é usada para disfarçar imprecisões e erros, permitindo assim que muitos artistas possam produzir mais precisamente suas músicas.

O auto-tune funciona de formas diferentes de acordo com o artista, o ritmo e as demais características da música. É muito comum, conferir uma alta utilização dessa ferramenta em músicas de rap por exemplo, que as variações das afinações podem acontecer frequentemente, como na música “Patek Water, do Future & Young Thug”.

A ferramenta faz um processo de autocorrelação logo de início, onde ela entende quais são as frequências das ondas sonoras, e você pode programar o auto-tune de modo automático ou gráfico, onde você começa a trabalhar do zero.

Após a fase de autocorrelação, ele parte para o “mapeamento”, onde ele vai procurar as brechas e defeitos sonoros, assim que encontrado, ele manda sugestões de correções dos módulos, frequências e tons, tentando enquadrar tudo isso com a música.

Lembra que falamos que você pode acionar o auto-tune de modo gráfico ou automático? Então, após as sugestões de correção, você pode alterar essas modificações de acordo com o que você achar mais conveniente com os objetivos do clipe e do som. Essa ferramenta atua como um Photoshop de músicas.

Techdoido

A tecnologia faz parte da nossa vida, e o Techdoido traz as novidades e dicas sobre elas para você neste blog.

Vamos Bater um Papo?