As tecnologias incríveis do Ford Mustang Mach 1

Uma história de respeito e admiração, sonho de muita gente, a versão mais recente do muscle car é ainda mais incrível, o Ford Mustang Mach 1 é repleto de tecnologias.
Publicado em Auto dia 17/06/2022 por Alan Corrêa

Uma história de respeito e admiração, sonho de muita gente, a versão mais recente do muscle car é ainda mais incrível, o Ford Mustang Mach 1 é repleto de tecnologias.

Com configurações desenvolvidas para as pistas, o veículo é um dos poucos que contam com tanta potência e é homologado para as ruas, graças as suas inovações, ele não é um bicho selvagem, impressionando pelo nível de controle e dirigibilidade em alta performance.

Motor Coyote V8 5.0

Ford Mustang Mach 1
Ford Mustang Mach 1

O Mustang Mach 1 é a quarta geração do clássico lançado originalmente no final dos anos 60. Equipado com o motor Coyote V8 5.0 mais potente da linha, com 483 cv, vem com transmissão automática de dez marchas e componentes de performance trazidos dos modelos Bullitt, Shelby GT350 e Shelby GT500.

O esportivo chega com cinco novas cores perolizadas: Cinza Catalunha com faixas pretas e destaque em vermelho, e Verde Fuji, Laranja Delhi, Azul Estoril e Roxo Zolder, estas últimas combinando faixas pretas com destaque em branco.

As novas cores destacam ainda mais a personalidade única do Mustang Mach 1, contendo várias referências históricas de estilo e um trabalho primoroso de aerodinâmica para aumentar o “downforce” em alta velocidade. Além de bancos de couro perfurado com refrigeração e aquecimento, tem tecnologias avançadas de assistência ao motorista e é o primeiro Mustang conectado, com comandos remotos pelo aplicativo FordPass.

“O Mustang é um símbolo de liberdade em todo o mundo, que empolga os fãs com seu design, potência impressionante e história. No Brasil não é diferente. O Mach 1 tem como atrativo adicional o fato de ser uma edição especial. É um carro digno de colecionador”, diz Daniel Sinzato, gerente de Marcas da Ford.

Sistemas de arrefecimento

O esportivo traz vários sistemas desenvolvidos para as pistas, com foco na performance
O esportivo traz vários sistemas desenvolvidos para as pistas, com foco na performance

Numa máquina capaz de girar a 7.250 rpm e acelerar a 250 km/h, gerenciar o calor é uma necessidade crítica. O Mach 1 tem dois potentes radiadores para o arrefecimento do motor e do fluido da transmissão automática de dez velocidades, emprestados do Shelby GT350. Um terceiro sistema, vindo do Shelby GT500, é utilizado para o arrefecimento do diferencial traseiro, com capacidade para dissipar até 3 kW de calor. No painel digital de 12” totalmente customizável, o motorista pode monitorar a temperatura do motor, da transmissão e do diferencial traseiro em tempo real, assim como outras funcionalidades, métricas de desempenho e cronometragem.

Suspensão adaptativa MagneRide

O clássico de edição limitada utiliza peças de versões icônicas e de competição, como Bullitt, Shelby GT350 e Shelby GT500
O clássico de edição limitada utiliza peças de versões icônicas e de competição, como Bullitt, Shelby GT350 e Shelby GT500

O Mach 1 tem suspensão do tipo MacPherson na dianteira e independente Integral-link na traseira, com amortecedores de fluido eletromagnético viscoso e sensores que monitoram as condições de pilotagem 1.000 vezes por segundo para fazer o ajuste independente nas quatro rodas. Esse sistema otimiza a aderência nas acelerações e frenagens, torna o carro um pouco mais rígido nas retas e permite a torção adequada nas curvas, melhorando a performance na pista.

Conjunto aerodinâmico

Os sistemas de arrefecimento, suspensão, aerodinâmica, freios e modos de direção são alguns dos segredos do seu desempenho
Os sistemas de arrefecimento, suspensão, aerodinâmica, freios e modos de direção são alguns dos segredos do seu desempenho

No desenvolvimento do Mach 1 foram dedicadas muitas horas para aprimorar a aerodinâmica, otimizando o “downforce” do veículo para curvas mais velozes e com absoluto controle, colado ao chão. Além de bonito, o para-choque dianteiro é funcional, diminuindo o arrasto aerodinâmico. O defletor inferior acelera o fluxo de ar para baixo do carro e cria uma pressão negativa, auxiliando também no arrefecimento dos freios. As grades laterais do para-choque direcionam o ar para os dois radiadores adicionais. A traseira conta com defletor inferior do GT500, que trabalha em sintonia com o difusor dianteiro e o aerofólio para criar o balanço ideal entre a dianteira e a traseira. Esse aerofólio tem um design inovador, de tamanho menor, mas não se engane: é muito eficiente.

Freios Brembo

O Ford Mustang Mach 1 é um caso raro de veículo homologado para as ruas com configurações desenvolvidas para as pistas
O Ford Mustang Mach 1 é um caso raro de veículo homologado para as ruas com configurações desenvolvidas para as pistas

Um esportivo que acelera muito precisa também de freios robustos. O Mach 1 tem freios dianteiros Brembo de 15” com pinças de alumínio e seis pistões de 36 mm. Ele conta também com pastilhas desenvolvidas para as pistas e dutos para refrigeração do sistema. Tudo isso para entregar alta performance até nas condições mais extremas, segurando a fera quando necessário.

Modos de direção

Interior do Ford Mustang Mach 1
Interior do Ford Mustang Mach 1

O Mach 1 tem sete modos de direção – Normal, Esportivo, Esportivo+, Pista, Drag, Neve/Molhado e My Mode –, que adaptam as configurações do veículo para extrair o melhor desempenho em cada condição de pista. Com um comando no painel, eles variam os parâmetros de velocidade da troca de marchas, resposta do acelerador, atuação dos freios ABS, controle de estabilidade, rigidez da direção, suspensão adaptativa e até o ruído do escapamento, com quatro níveis (silencioso, normal, esportivo e pista) para não incomodar os vizinhos de manhã ou liberar o ronco encorpado do V8.

*Com informações da Ford.