Biologia e tecnologia serão mais unidas no futuro

Você já parou pra pensar que unindo algumas ciências poderemos ter um futuro completamente diferente? Então, isso é o que está acontecendo muito nos dias de hoje, onde diversos aspectos se juntam e colaboram para elaborar um produto ou situação final.

Novidades
6 meses atrás
Biologia e tecnologia serão mais unidas no futuro

A tecnologia tem avançado muito nos últimos tempos, e coisas que jamais se imaginava ter a 30 anos atrás, hoje já existe e ainda melhor, com novas versões que permitem ferramentas serem mais potentes, de qualidade, práticas e otimizadas.

Do ponto de vista humano, as vezes algumas coisas se determinam impossível juntar o que é natural ao que é “fictício”, mas isso até que funciona bem em muitos casos, e consegue promover novos jeitos de ver outras fronteiras.

O que a biologia estuda?

Biologia é a ciência natural que estuda, descreve, preserva e eventualmente explora economicamente a vida e os organismos vivos. Apesar de sua complexidade, certos conceitos unificadores a consolidam em um campo único e coerente.
Biologia é a ciência natural que estuda, descreve, preserva e eventualmente explora economicamente a vida e os organismos vivos. Apesar de sua complexidade, certos conceitos unificadores a consolidam em um campo único e coerente.

A biologia tem por sua função estudar a vida em suas diversas formas, desde quando elas começam até o seu ciclo final e como elas podem ser modificadas durante todo seu período de crescimento. Isso serve para todos os seres vivos.

A biologia estuda muito sobre vírus, bactérias, protozoários, animais, células, espécies e todos os seres vivos que habitam o planeta Terra. Com isso, é possível compreender como aquele ciclo se inicia e como ele pode impactar em outros seres.

Esse estudo engloba em um aspecto geral, e ele pode ser divido em algumas partes, como biologia celular, ecológica, anatomia, paleontológica, evolução e toda a fisiologia. Além disso, também se estuda teorias de biólogos.

O estudo da tecnologia

A tecnologia está em toda parte, nos computadores, celulares, e outros objetos que compartilham da mesma evolução
A tecnologia está em toda parte, nos computadores, celulares, e outros objetos que compartilham da mesma evolução

Precisamos entender o que cada conceito estuda para sim, conseguir juntar todas as peças do quebra-cabeça. Afinal, o que é a tecnologia? Ela envolve um grande desenvolvimento de sistemas com vários aspectos, inclusive a inteligência artificial.

A tecnologia está em toda parte, nos computadores, celulares, e outros objetos que compartilham da mesma evolução. Ela existe desde muitos anos atrás, tomando aos poucos cada parte e detalhe da nossa vida, conforme o nosso desenvolvimento.

Ela tem capacidade de, através de uma inteligência artificial, criar, aprender, consertar, transmitir informações, entre outros aspectos, e fazer com que esse desenvolvimento esteja ainda mais próximo da nossa atividade cerebral.

Dois conceitos, em um só

Agora que você já entende como esses dois conceitos funcionam, vamos colocar a cachola pra pensar. É possível que a biologia e a tecnologia funcionem juntas? Sim, e muito! As duas podem criar e recriar materiais de modo muito mais eficaz e veloz.

Hoje nós já vemos muitas realidades desses dois conceitos trabalhando juntos, como por exemplo, otimizar recursos de estudo de células, microrganismos e de todos os seres vivos, inclusive de outros planetas também, pois a tecnologia permite que esse sistema avançado, seja de conhecimento ou locomoção, facilite o processo de pesquisa.

Se pararmos pra pensar, podemos usar a tecnologia dentro da biologia de diversas formas. Imagine que uma bactéria modificada possa se alojar dentro do corpo humano, e assim que ela recebe agentes diferentes, ela produz uma nova coloração nas fezes. Isso seria ótimo, pois de acordo com essa informação você já teria um diagnóstico mais preciso do que está acontecendo ali dentro. Isso pode ser chamado de biologia sintética.

Biologia Sintética

A biologia tem por sua função estudar a vida em suas diversas formas
A biologia tem por sua função estudar a vida em suas diversas formas

A biologia sintética se baseia em um conceito de expansão, usando informações como bioinformática, engenharia genética e também um pouco de bioquímica, visando entender e tentar expandir as capacidades regenerativas.

Então o fato é entender, como é que a sociedade está integrada com algum assunto sendo de fato político, econômico ou social, e como a biologia sintética pode dar novas formas ou pontos de vista para um conceito só.

Então, isso seria de pensar em como a biologia dá vida a tecnologia, e que ela vai muito além de computadores e celulares com grandes capacidades. Ela se integra em um outro tipo de assunto, onde engloba as possibilidades de expansão e regeneração.

Quando você pensa na tecnologia envolvida diretamente com a biologia, imagens estranhas podem vir a sua cabeça, e é ai que as perguntas vem. Então será que se alguma parte do nosso corpo mudasse, nós teríamos alguma consciência nova? Será que a adaptação humana frente a grandes aspectos tecnológicos seria feito de forma natural?

Hoje a realidade da nossa humanidade é pensar que a tecnologia é algo limpo, organizado, racional, e a biologia seria vista como uma desordem, algo sujo, e imprevisível. Isso seria um conceito que precisaria ser implementado na cabeça das pessoas e ensinado, como o nosso futuro pode ser diferente, e que está tudo bem com isso.

Portanto a junção dessas duas ciências nos mostra que pode existir um futuro com um emaranhado de coisas, e que elas não precisam ser vistas ou ditas dessa forma, mas sim de um conceito organizado e bem aplicado nas rotinas da população.

*Com informações da Embrapa.

Techdoido

A tecnologia faz parte da nossa vida, e o Techdoido traz as novidades e dicas sobre elas para você neste blog.

Vamos Bater um Papo?