Conheça o tipo de combustível usado nos navios atuais

Os navios estão naquela seleta prateleira de meios de transporte que chamam a atenção de todos. A tecnologia embarcada, a possibilidade de ver estes gigantes de aço atravessando o mar e também todas as histórias que a navegação nos trás só aumenta nossa curiosidade sobre estes.

Veículos
Publicado em 24/04/2022 por Alan Corrêa
Conheça o tipo de combustível usado nos navios atuais

Mas indo além da tecnologia, da imensidão dos navios cargueiros e do luxo dos cruzeiros transatlânticos, existe uma questão que, embora simples, muitas vezes é deixada de lado: qual o combustível utilizado em navios? Adiantamos que é um derivado do diesel, mas não desta forma que você está pensando!

Como é feito o combustível?

Cruzeiro é uma viagem de turismo em barcos ou navios. Geralmente operam em rotas marítimas procuradas pelos viajantes e turistas em seus períodos de férias. Os navios de cruzeiros oferecem entretenimento através de inúmeros atrativos, como cassinos, cinema, e teatro a bordo.
Cruzeiro é uma viagem de turismo em barcos ou navios. Geralmente operam em rotas marítimas procuradas pelos viajantes e turistas em seus períodos de férias. Os navios de cruzeiros oferecem entretenimento através de inúmeros atrativos, como cassinos, cinema, e teatro a bordo.

Para entender como é feito o combustível dos navios, temos que primeiramente entender como funciona para se ter um combustível próprio para a navegação.

Tudo começa quando o petróleo chega nas refinarias e é inserido em grandes torres de destilação, onde lá serão aquecidos e transformados em estado gasoso. Nestas torres, existem saídas onde, dependendo da temperatura, ocorre a condensação e os produtos derivados do petróleo saem.

É neste processo onde saem a nossa gasolina, o diesel, o querosene e o gás combustível. Quanto menor a temperatura, mais oleoso será o derivado, quanto maior, menos densa será a matéria.

Tipos de óleo combustível

O Harmony of the Seas é um navio de passageiros operado pela Royal Caribbean International e construído pela Chantiers de l'Atlantique em Saint-Nazaire. É a terceira embarcação da Classe Oasis de cruzeiros depois do MS Oasis of the Seas e MS Allure of the Seas. Sua construção começou em maio de 2014 e ele foi lançado ao mar em junho de 2015, realizando sua viagem inaugural em maio do ano seguinte e sendo o maior navio de passageiros do mundo até abril de 2018. E se tornou o segundo maior navio do mundo quando foi inaugurado o seu navio irmão MS Symphony of the Seas (kees torn / Flicker)
O Harmony of the Seas é um navio de passageiros operado pela Royal Caribbean International e construído pela Chantiers de l’Atlantique em Saint-Nazaire. É a terceira embarcação da Classe Oasis de cruzeiros depois do MS Oasis of the Seas e MS Allure of the Seas. Sua construção começou em maio de 2014 e ele foi lançado ao mar em junho de 2015, realizando sua viagem inaugural em maio do ano seguinte e sendo o maior navio de passageiros do mundo até abril de 2018. E se tornou o segundo maior navio do mundo quando foi inaugurado o seu navio irmão MS Symphony of the Seas (kees torn / Flicker)

Porém, quando falamos da matéria mais densas refinadas do petróleo, existe uma que é pouco dita mas que tem um uso muito importante: o óleo combustível!

Sim, o combustível que os navios utilizam é o óleo combustível em 95% das vezes! Raras são as exceções, mas na grande maioria das vezes, os navios irão utilizar este combustível próprio.

O óleo combustível, falando de acordo com a refinaria, estaria entre o petróleo puro e o diesel, sendo caracterizado justamente por ser uma mistura do óleo diesel com outros óleos residuais pesados que são resultados da destilação do petróleo bruto. Além de ser combustível para os navios, o óleo combustível também é usado em boilers industriais e caldeiras de usinas térmicas para geração de energia elétrica.

Quando utilizar cada um

Um navio cargueiro ou navio de carga é um tipo de navio utilizado para o transporte de cargas. Construídos para carregar cerca 4 000 contentores, estes navios facilmente recebem o título de maior meio de transporte já construído.
Um navio cargueiro ou navio de carga é um tipo de navio utilizado para o transporte de cargas. Construídos para carregar cerca 4 000 contentores, estes navios facilmente recebem o título de maior meio de transporte já construído.

Ainda dentro do que entendemos como óleo combustível, existem duas vertentes que, após tratamento, são disponibilizadas de forma que possam ser utilizadas por cada tipo de embarcação, sendo eles o Diesel Marítimo e o Bunker.

O diesel marítimo será utilizado sempre em embarcações de pequeno porte, pois sua estrutura de Alto Ponto de Fluidez atua de melhor forma em motores de portes menores e que trabalham em rotações mais altas, como é o caso de lanchas, barcos e afins.

Agora quando falamos sobre os navios cargueiros, transatlânticos e outros navios de grande porte no geral, o combustível utilizado deve ser o Bunker. Isso se deve pelo combustível ter Baixo Ponto de Fluidez, sendo essencial para motores grandes e que trabalham em rotações baixas, como é o caso das embarcações citadas acima.

Existem outros combustíveis?

Oceanbird é uma grande embarcação movida a vento em desenvolvimento pela Wallenius Marine. O projeto do navio visa reduzir as emissões em até 90 por cento e é desenvolvido em colaboração com o KTH Royal Institute of Technology e a empresa sueca de tecnologia marítima SSPA.
Oceanbird é uma grande embarcação movida a vento em desenvolvimento pela Wallenius Marine. O projeto do navio visa reduzir as emissões em até 90 por cento e é desenvolvido em colaboração com o KTH Royal Institute of Technology e a empresa sueca de tecnologia marítima SSPA.

Com tudo que foi dito, ficou claro que as embarcações são movidas pelo óleo combustível. Mas afinal, será que existe alguém que esteja pensando em uma fonte de energia renovável para substituir o uso do petróleo, igual está sendo feito no mundo automotivo?

E a resposta é que sim! Inclusive, existe um consórcio sueco que está desenvolvendo um navio cargueiro movido a velas, tendo o vento como sua principal fonte de energia, assim como as caravelas faziam antigamente.

Se tudo sair como planejado, o Oceanbird será apresentado ao mundo no final de 2024 e poderá começar a tendência de uma nova era na navegação, com menos emissões de poluentes e mais sustentáveis.

*Com informações da Petrobras, Gov.BR, Fazcomex, Wallenius Marine e CBIE.

Techdoido

A tecnologia faz parte da nossa vida, e o Techdoido traz as novidades e dicas sobre elas para você neste blog.