O futuro já chegou no Japão: moto voadora já pode ser comprada

A moto voadora saiu dos filmes de ficção científica e chegou à nossa realidade, graças aos esforços de desenvolvimento da A.L.I. Technologies, empresa japonesa que atua no segmento de tecnologia de mobilidade. A moto voadora pôde ser observada pelos espectadores estarrecidos num circuito de corrida perto da capital, Tóquio. O projeto foi batizado de XTurismo, e foi iniciado em 2017.
Publicado em Auto dia 4/11/2021 por Alan Corrêa

A moto voadora saiu dos filmes de ficção científica e chegou à nossa realidade, graças aos esforços de desenvolvimento da A.L.I. Technologies, empresa japonesa que atua no segmento de tecnologia de mobilidade.

O novo veículo pôde ser observada pelos espectadores estarrecidos num circuito de corrida perto da capital, Tóquio. O projeto foi batizado de XTurismo, e foi iniciado em 2017.

Moto voadora já é realidade

Se você pensava que os veículos voadores nunca sairiam das telas do cinema, está muito enganado. Uma empresa japonesa conseguiu criar uma moto voadora, que foi apresentada num circuito de corrida perto de Tóquio.

A hoverbike, com direito ao estilo de Star Wars, tem uma lógica parecida com a de um drone, mas tripulável e com um deslocamento mais próximo ao solo nesse momento. A empresa A.L.I. Technologies trabalha no projeto desde 2017.

Moto voadora (foto: divulgação)
Moto voadora (foto: divulgação)

Como é o pouso e a decolagem?

O interessante da primeira moto voadora é que tanto a decolagem quanto o pouso acontecem na vertical. Ou seja, não precisa de uma pista como é o caso dos aviões, nesse sentido são como os helicópteros.

“Até agora, a escolha era mover-se no solo ou em escala no céu. Esperamos oferecer um novo método de movimento”, disse o presidente-executivo, Daisuke Katano. Porém, ainda não é permitido o uso desse tipo de veículo nas estradas do Japão.

Velocidade e autonomia

Esse primeiro protótipo pode proporcionar a autonomia de até 40 minutos para a moto voadora. Sua velocidade máxima é de 100 km/h, de acordo com os dados divulgados pela empresa.

Moto voadora (foto: divulgação)
Moto voadora (foto: divulgação)

Construção e peso

A hoverbike, como também tem sido chamada, conta com seis hélices que a mantém no ar, sendo que duas ficam onde seriam as rodas que impulsionam o veículo, e as outras quatro nas pontas para dar equilíbrio e sustentação. Seu peso é de 300 kg.

Motorização híbrida

Num mundo onde os veículos a combustão estão começando a ser descontinuados, não faria sentido que a moto voadora tivesse como propulsor um modelo assim. Mas ele também está presente, ao par de 4 motores elétricos.

A startup A.L.I. Technologies

Agora vamos conhecer um pouco sobre a A.L.I. Technologies. A empresa é uma startup cujos principais investidores são a Mitsubishi Eletric e a Kyocera.

A moto elétrica já está sendo comercializada pela empresa, mas seu valor é de US$ 680 mil, o equivalente a R$ 3,9 milhões. Espera-se que cerda de 200 unidades do modelo sejam comercializadas até 2022.

Moto voadora (foto: divulgação)
Moto voadora (foto: divulgação)

Outros modelos chegando ao mercado

A moto voadora da A.L.I. Technologies é apenas o começo de um novo mercado. Incentivada por ela, a empresa Jetpack Aviation já anunciou o lançamento do seu modelo até 2023.

Mas o legal é que, diferente da XTurismo, o projeto ainda não saiu do papel. A promessa é que o modelo deverá atingir uma velocidade de até 240 km/h e o preço será quase a metade, cerca de US$ 380 mil, equivalente a R$ 2,1 milhões.

O modelo da Jetpack Aviation terá diferença na sua motorização também. O propulsor será formado por quatro motores turbojato para a propulsão com ângulo variável, de maneira que o piloto possa consiga manter o equilíbrio e o domínio do veículo.