Pais devem ficar atentos ao que os filhos assistem: Round 6 não é para crianças

Está cada vez mais difícil escolher o que nossas crianças vão assistir. Por um lado, a vida dos pais está cada vez mais corrida, e por outro, a quantidade de produtos que são lançados praticamente todos os dias é enorme.

Novidades
1 semana atrás
Pais devem ficar atentos ao que os filhos assistem: Round 6 não é para crianças

Um dos recentes – se é que podemos dizer isso num cenário onde temos novidades a todo momento – lançamentos que tem causado polêmica entre professores e pais é o Round 6. Entenda o que está acontecendo.

Série causa polêmica e escola alerta os pais

Uma recente série infantil lançada pela Netflix em setembro de 2021, chamada Round 6, tem dado o que falar. Hoje é a produção mais assistida do streaming, mas nem todos estão satisfeitos.

Por isso, uma escola particular do Rio de Janeiro alertou os pais dos seus alunos, enviando uma carta sobre o conteúdo da série e recomendando cautela. Na carta, a escola deixa claro que cabe aos pais decidir o que fazer – proibir ou não – que seus filhos assistam a série.

Round 6 não é para crianças
Round 6 não é para crianças

Cenas que não são para crianças

A equipe que compõe a direção do Jardim Escola Aladdin ressaltou que a série Round 6 contém cenas que não são para crianças.

Os professores da escola, que lecionam para crianças desde a Educação Infantil até o 5º ano do Ensino Fundamental, fizeram o conteúdo da carta circular nas suas redes sociais. Sua intenção é a de alertar os responsáveis pelos alunos, e outros pais que não tenham percebido o teor da produção.

A série virou febre entre as crianças

Um dos aspectos que mais chamou a atenção dos professores foi justamente o quão grande é a influência da série nas crianças. A tal ponto que na hora do recreio e atividades livres não se fala de outra coisa entre os alunos. A facilidade com que esse tipo de conteúdo está acessível para as crianças preocupa os docentes.

Na carta, eles dizem o seguinte: “a série, utiliza-se de brincadeiras simples de criança como ‘Batatinha frita 1,2,3’, ‘Cabo de guerra’, ‘Bolas de gude’ e outras, para assassinar a sangue frio as pessoas que não atingem o objetivo final”.

Sem embargo, no streaming a série é indicada para maiores de 16 anos, que é uma idade muito superior ao dos alunos da instituição de ensino dessas crianças em questão.

Round 6 não é para crianças
Round 6 não é para crianças

Restrição de visualização

Alguns pais que não lidam bem com a tecnologia devem estar se perguntando como fazer para restringir o conteúdo que seus filhos assistem, seja na Netflix ou em outras plataformas de streaming.

A própria direção da escola, tomando consciência dessa dificuldade técnica, explica que esses sistemas contam com ferramentas de restrição de visualização por classificação etária.

Essa é uma “ferramenta preciosa para que nossas crianças acessem somente o conteúdo apropriado à sua idade”, insiste a instituição de ensino. “Sabemos que é responsabilidade da família decidir o que é melhor para suas crianças, mas enquanto educadores temos o dever de alertar e honrar o compromisso com a Educação”, afirmam ainda em sua carta.

Conteúdo da carta na íntegra

Prezados,

A parceria entre escola, família e sociedade é fundamental para o sucesso da Educação. Sendo assim, nosso objetivo com esta carta é alertar aos responsáveis sobre algo que temos escutado durantes os dias com nossos alunos e tem nos chamado atenção.

No dia 17 de setembro de 2021, foi lançada na NETFLIX a série ‘ROUND 6’. A série coreana, com classificação etária de 16 anos, está batendo os ‘records’ de audiência, inclusive nas redes sociais como: Facebook, Instagram e Tik Tok.

O conteúdo da série que contém: violência explícita, tortura psicológica, suicídio, tráfico de órgãos, cenas de sexo, pederastia, palavras de baixo calão entre outras coisas tem sido assunto entre nossos alunos durante o recreio e horários livres.

Round 6 não é para crianças
Round 6 não é para crianças

A série, utiliza-se de brincadeiras simples de criança como: ‘Batatinha frita 1,2,3’, ‘Cabo de guerra’, ‘Bolas de gude’ e outras, para assassinar a ‘sangue frio’ as pessoas que não atingem o objetivo final. O que nos causa preocupação é a facilidade com que as crianças acessam esse material.

Lembramos, apenas para informação, que canais de Streaming como a NETFLIX e outros possuem a ‘Restrição de visualização por classificação etária’, uma ferramenta preciosa para que nossas crianças acessem somente o conteúdo apropriado à sua idade.

Sabemos que é responsabilidade da família decidir o que é melhor para suas crianças, mas enquanto educadores temos o dever de alertar e honrar o compromisso com a Educação. Certos de sua compreensão, nos colocamos a disposição para qualquer esclarecimento que se faça necessário.

Atenciosamente, Direção.

*Com informações de O Globo.

Techdoido

A tecnologia faz parte da nossa vida, e o Techdoido traz as novidades e dicas sobre elas para você neste blog.

Vamos Bater um Papo?