Você fica desconfortável quando está longe do celular? Conheça os sintomas de Nomofobia

Como você imagina sua vida sem um smartphone? 38% dos adolescentes acham que não aguentariam nem um dia segundo uma pesquisa realizada na Inglaterra.
Publicado em Saúde dia 9/04/2022 por Alan Corrêa

Como você imagina sua vida sem um smartphone? 38% dos adolescentes acham que não aguentariam nem um dia segundo uma pesquisa realizada na Inglaterra.

Nomofobia é o vício em usar celulares e outros dispositivos eletrônicos que mantém as pessoas conectadas, na realidade, o termo se refere a ficar sem esses equipamentos.

Ao longo da última década, uma série de novas frases foram criadas para dar sentido à dependência cada vez maior da sociedade em relação à tecnologia mobile, esses termos são usados em abundância especificamente em referência a adolescentes que, como mostram relatórios recentes, começam a receber seus próprios celulares antes de poderem dirigir.

Nomofobia é a fobia causada pelo desconforto ou angústia resultante da incapacidade de acesso à comunicação através de aparelhos celulares ou computadores.
Nomofobia é a fobia causada pelo desconforto ou angústia resultante da incapacidade de acesso à comunicação através de aparelhos celulares ou computadores.

Para entender melhor o quanto os adolescentes são apegados a seus dispositivos tecnológicos, a YouGov pesquisou um grupo de indivíduos entre 13 e 17 anos sobre seus hábitos relacionados à tecnologia. um dia sem seu smartphone (38%). A grande maioria, 71%, sentiu que não conseguiria ficar sem o smartphone nem por uma semana.

Jovens de dezesseis anos não estavam dispostos a se separar de seus telefones por qualquer período de tempo – mais da metade (53%) concorda que não poderia passar um dia sem usar seu smartphone.

O termo surgiu na Inglaterra, onde mais de 50% da população é possuidora de telemóveis e mais de 13 milhões de britânicos, em pesquisa realizada pelo Instituto YouGov para o Departamento de Telefonia dos Correios britânicos.
O termo surgiu na Inglaterra, onde mais de 50% da população é possuidora de telemóveis e mais de 13 milhões de britânicos, em pesquisa realizada pelo Instituto YouGov para o Departamento de Telefonia dos Correios britânicos.

Talvez devido à crescente variedade de recursos que os dispositivos celulares possuem, os adolescentes são menos dependentes de seus computadores. Quanto ao funcionamento sem laptop ou desktop, um em cada quatro adolescentes, 25%, acredita que seria capaz de não usar um por um mês ou mais.

O termo surgiu na Inglaterra, onde mais de 50% da população é possuidora de telemóveis e mais de 13 milhões de britânicos, em pesquisa realizada pelo Instituto YouGov para o Departamento de Telefonia dos Correios britânicos.

Uma dependência que deve aumentar nos próximos anos, ainda mais com a chegada de tecnologia que prometem manter os usuários cada vez mais conectados, como é o caso do Metaverso que promete ser útil não só para jogos interativos, mas também para relações sociais e até profissionais, como em reuniões em um mundo virtual.

Surge quando alguém se sente impossibilitado de se comunicar ou se vê incontactável estando em algum lugar sem um aparelho de celular ou qualquer outro telemóvel ou dispositivo com internet ou, quando presentes, estes falham por motivos diversos. É um termo muito recente e tem origem nos diminutivos ingleses No-Mo, ou No-Mobile, que significam sem telemóvel. Daí a expressão "nomofobia" ou fobia de ficar sem um aparelho de comunicação móvel.
Surge quando alguém se sente impossibilitado de se comunicar ou se vê incontactável estando em algum lugar sem um aparelho de celular ou qualquer outro telemóvel ou dispositivo com internet ou, quando presentes, estes falham por motivos diversos. É um termo muito recente e tem origem nos diminutivos ingleses No-Mo, ou No-Mobile, que significam sem telemóvel. Daí a expressão “nomofobia” ou fobia de ficar sem um aparelho de comunicação móvel.

*Com informações do National Library of Medicine, Diário do Nordeste, Wiki e YouGov.